TRANSCRICOES.com.br - WhatsApp ou Telegram (11) 94844-3344 - contato@transcricoes.com.br

Transcricoes
Transcricoes

Você está aqui: / Onomatopeia na Transcrição de Áudio
2015-04-23

Onomatopeia na Transcrição de Áudio

Posted in: Normas, Transcrição de áudio para texto Comments are off for this post.

2015-04-23
Onomatopeias na traiscrição de audio

A onomatopeia na transcrição de áudio pode ajudar a situar o contexto onde ocorreu a gravação a ser transcrita. Explosões ((bum)) podem ser representadas assim ((multidão)) ((torcida)) etc auxiliam também.

Sinalizações especiais

O ((parênteses duplos)) era até o mês retrasado um recurso utilizado por nós para sinalizar ‘comentários do transcritor’.

Curiosamente, eu os utilizo para representar ((aplausos)) ou ((risos)) etc., desde que recebi a dica de uma socióloga que encomendou um serviço, onde solicitou esse tipo de sinalização, aliás de uso consagrado em Portugal e no Brasil, mas desconhecido por 90 entre 91 transcritores.

Em certo momento, após três anos de uso intensivo, percebi que ele poderia também ser utilizado para sinalizar onomatopeias. Nesse sentido, até considerei a hipótese de utilizar (((parênteses triplos))) mas após refletir sobre o assunto, tendo consultado uma colega de trabalho, recuei.

Tendo feito experiências, após, também não gostei do resultado.

Achei que ficou poluído, afetando a fluidez da leitura.

E incluí as onomatopeias na classe de ((comentários do transcritor)) que é onde achei que seria um sinal melhor acolhido pelo pessoal de nossa rede.

Aplicação particular de onomatopeia combinada com comentário do transcritor

Fiz um trabalho sobre chorinho no primeiro trimestre, e surgiu a inspiração de utilizar ((♫)) quando se iniciava a canção, em vez de utilizar o recurso ((cantarola)) ou ((música)) que normalmente utilizaria e já utilizei, confesso, sem pensar muito.

Isso promoveu um surpreendente ‘up’ no texto produzido.

Já havia utilizado isso ao transcrever sessões de aulas de piano de um trabalho de transcrição para a Federal do Rio, onde um trecho era repetidamente tocado e o professor e aluno conversavam sobre a interpretação, o contexto histórico e o ‘background’ cultural. Era algo como:

Professor: Pode começar a tocar.  ((♫)) mais alto… isso, agora ataque… ((♫)) não, não… ((♫)) de novo… ((♫)) isso. Perfeito. Podemos parar. Note, esse trecho do concerto de Bradenburgo é interessante porque o ataque ocorre em um momento em que provavelmente o autor…

Uma agradável e inesperada surpresa

Implantamos essa convenção ao longo do mês de fevereiro ou março de 2015 para nossa rede. Não me lembro da data, mas foi após o projeto do chorinho, sobre Avena de Castro.

Para minha surpresa, durante a madrugada de 23 de abril recebi uma transcrição que representava uma onomatopeia falsa.

Ou seja, uma onomatopeia produzida pelo próprio falante, e sinalizada como ((tá tá tá)) o que achei curioso, pois não havia originalmente pensado que a produção do falante teria uma onomatopeia adequadamente representada pela sinalização proposta para comentários de transcritor.

Até então, quando o falante produzia um “nãnãnã”, “nananá”, ou “papapá”, em um primeiro momento sinalizava indistintamente como tá-tá-tá, sinalização esta adequada à regra de hifens da nossa Língua.

Cada vez que ingressa um transcritor na rede, que passa por um teste de ingresso, onde o candidato a transcritor passa por um Minicurso de Transcrição de Áudio que informa nossas convenções, eu aguardo novidades.

Essa foi inesperada. Segue abaixo na íntegra o ‘bate-papo com o revisor’ da madrugada de 23 de abril de 2015.

Bate-papo com o revisor

Linha 148 – onomatopeias

A onomatopeia a ser sinalizada é aquela que ocorre na gravação pelo estalar de um dedo ((tlec tlec tlec)) ou ((toc toc toc)) sem hífen. A onomatopeia verbalizada, quando a pessoa fala, usamos com hífen e sem aspas.

Exemplo de onomatopeia verbalizada: E aí, cabum, explodiu tudo (neste caso o repórter narra uma explosão).

Exemplo de onomatopeia não verbalizada: Estamos aqui na praça e ((bum)) Olha, acabou de acontecer uma explosão (aqui no caso, o repórter estava na rua quando ocorreu a explosão).

O tá-tá-tá quando a pessoa fala, apresentamos com hífen. Não é necessário apresentar com aspas simples.

O tá-tá-tá está referenciado já conosco para representar nananã, tatatá, papapá e tantos outros.

A exceção fica para nhém-nhém-nhém, elemento de fala proferida pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, que ficou famoso na época pela discussão que gerou, quando da publicação em jornais de grande circulação.

Alguns professores famosos de português como Pasquale Cipro Neto demonstraram especial predileção por essa expressão.

Onde ocorreu o bate-papo

Enfim, ocorreu em uma trabalho particularmente difícil de ser realizado. Tratava-se de uma transcrição com áudio extremamente peculiar. A distância do dispositivo de gravação dos falantes prejudicou a captação de áudio, que aparecia com som abafado e metalizado, de baixa nitidez. Fora isso, era um áudio de Sergipe, que nos brindou com um sotaque único. Além disso foi também um grupo focal com 9 pessoas com ocorrência de sobreposição de falas, assunto de média complexidade e tudo a que tivemos direito. A dicção também foi elemento significativo em alguns momentos. Notamos presença de pessoas não habituadas a encontros público, pessoas que falavam “meio que ‘tipo assim’, ‘para dentro'”.

No dia de ontem, recebi um telefonema de uma professora carioca, com aquele fabuloso e adorável sotaque da ex-cidade capitânia de nosso Império e nossa República até os anos JK.

Tenho contato esporádico com clientes de todos os lugares do Brasil. E penso… “como o Brasil é rico”.

E adoro cada sotaque diferente com suas peculiaridades musicais únicas. Às vezes fico achando que o sotaque paulista é o ‘alien’ da história, um mix resultado da imigração italiana.

Aliás, estão passando reprise d’O Rei do Gado na Globo. Toda vez que toca aquela musiquinha vindo da cozinha, eu me lembro de convidar o gato – Don é seu nome – a passear no quintal, pois é hora de ele ir ao banheiro, sempre me despedindo “depois chamo você para jantar”. Se eu não falo isso, parece que fica chateado, sentindo-se rejeitado, sei lá.  ☻ (alt+2)

Lista de atalhos para caracteres especiais

Abaixo segue uma lista de atalhos que consultei para produzir ♪ (alt+13) e ♫ (alt+14) entre outros símbolos.

Talvez possa ser útil a você.

Veja só uma frase telegráfica: “1 ♂ ♪ ☺pq ♥”… kkkk, eu ♥ a web. rssrs

Atalhos do teclado (símbolos)
☺= alt + 1
☻= alt + 2
♥= alt + 3
♦= alt + 4
♣= alt + 5
♠ = alt + 6
• = alt + 7
◘ = alt + 8
○ = alt + 9
◙ = alt + 10

♂ = alt + 11
♀ = alt + 12
♪ = alt + 13
♫ = alt + 14
☼ = alt + 15
► = alt + 16
◄ = alt + 17
↕ = alt + 18
‼ = alt + 19
¶ = alt + 20

§ = alt + 21
▬ = alt + 22
↨ = alt + 23
↑ = alt + 24
↓ = alt + 25
→ = alt + 26
← = alt + 27
∟ = alt + 28
↔ = alt + 29
▲ = alt + 30

▼ = alt + 31
= alt + 32 << caractere invisivel
Do alt + 33 até o alt + 126 são caracteres já existentes (numeros e letras comuns)

⌂ = alt + 127
Ç = alt + 128
ü = alt + 129
Do alt + 130 até o alt + 144 são as letras A, E e I acentuadas inclusive com trema.

æ = alt + 145
Æ = alt + 146
Do alt + 147 até o alt + 154 são as letras O e U acentuadas inclusiva com trema.

ø = alt + 155
£ = alt + 156
Ø = alt + 157
× = alt + 158
ƒ = alt + 159
Do alt + 160 até o alt + 65 são as letras A, O e N acentiadas (á,í,ó,ú,ñ,Ñ)

ª = alt + 166
º = alt + 167
¿ = alt + 168
® = alt + 169
¬ = alt + 170

½ = alt + 171
¼ = alt + 172
¡ = alt + 173
« = alt + 174
» = alt + 175
░ = alt + 176
▒ = alt + 177
▓ = alt + 178
│ = alt + 179
┤ = alt + 180

Do alt + 181 até o alt + 183 é a letra A acentuada.
© = alt + 184
╣ = alt + 185
║ = alt + 186
╗ = alt + 187
╝ = alt + 188
¢ = alt + 189
¥ = alt + 190

┐ = alt + 191
└ = alt + 192
┴ = alt + 193
┬ = alt + 194
├ = alt + 195
─ = alt + 196
┼ = alt + 197
ã = alt + 198
à = alt + 199
╚ = alt + 200

╔ = alt + 201
╩ = alt + 202
╦ = alt + 203
╠ = alt + 204
═ = alt + 205
╬ = alt + 206
¤ = alt + 207
ð = alt + 208
Ð = alt + 209
ÊËÈ = alt + 210, 211, 212

ı = alt + 213
ÍÎÏ = alt + 214, 215, 216
┘ = alt + 217
┌ = alt + 218
█ = alt + 219
▄ = alt + 220

¦ = alt + 221
Ì = alt + 222
▀ = alt + 223
Ó = alt + 224
ß = alt + 225
Ô,Ò,õ,Õ = alt + 226,227,228,229
µ = alt + 230

þ = alt + 231
Þ = alt + 232
Ú,Û,Ù,ý,Ý = alt + 233,234,235,236,237
¯ = alt + 238
´ = alt + 239
* = alt + 240 (caractere invisivel no orkut)

± = 241
‗ = 242
¾ = alt + 243
¶ = alt + 244
§ = alt + 245
÷ = alt + 246
¸ = alt + 247
° = alt + 248
¨ = alt + 249
· = alt + 250

¹ = alt + 251
³ = alt + 252
² = alt + 253
■ = alt + 254

Fonte: http://forumalive.forumeiros.com/t10-teclas-de-atalho-simbolos-especiais

Por hoje é só, amigos.

About the author:

Web aprendiz. Iniciou-se em 2012 na internet em busca de conhecimento. Desde então se encantou com transcrição de áudio.
Top