TRANSCRICOES.com.br - WhatsApp ou Telegram (11) 94844-3344 - contato@transcricoes.com.br

Transcricoes
Transcricoes

Você está aqui: / Diário de um transcritor 06 audios difíceis
2016-04-03
diário de um transcritor 06 áudios difíceis

Diário de um transcritor 06, áudios difíceis.

Diário de um transcritor 06, atitude positiva. Puxa vida, gosto de fazer transcrições, mas esse áudio que chegou hoje é chato. Vou desabafar com você. Imagine um chiado de fundo, várias pessoas falando ao momento tempo. É uma reunião sem controle, sem estrutura. Uma voz sobrepondo-se a outra. O que é que isso, gente? Dá para falar um de cada vez?

Coisas assim acontecem. Às vezes você pega alguns áudios mal gravados, o que fará com que a transcrição não ande na velocidade que gostaria. Isso já aconteceu várias vezes comigo, assim como acontece com talvez centenas de profissionais todos os dias.

Ah, mais um áudio difícil. Essa aqui é triste. Trata-se de uma entrevista via Skype. Mas o som de quem está do outro lado é horrível. Isso também é relativamente comum quando as pessoas põem o celular para gravar perto da caixa de som, que muitas das vezes não é muito bom. Você já gravou a sua própria voz? Não parece que não é a sua própria voz? É verdade, não é mesmo? Pois é. O gravador escuta de forma diferente do que a gente fala. Agora, com uma fonte de som de baixa qualidade, a gravação vai ser de qualidade baixa. Do couro se faz a correia.

Uma das coisas que gostaria de dizer é: Muitas vezes a pessoa que está procurando serviço está precisando daquela transcrição. Mesmo que naquele serviço você dê azar de o áudios ter uma qualidade ruim, esforçar-se e encarar o áudio ruim como oportunidade, é uma atividade positiva.

Diário de um transcritor 06, não ter medo de áudio ruim.

Nossa, essa gravação por Skype está ruim demais. E a pessoa que está do outro lado fala rápido demais. Mas não faz mal. Mesmo que leve o dia inteiro, vou fazer de forma decente e entregar um bom trabalho final. Mesmo que esteja perdendo, vou cumprir o que foi tratado até o fim.

De fato foi esta atitude que tomei há três anos atrás com um projeto bem difícil. A pessoa ficou tão impressionada com a qualidade da transcrição que indicou várias outras durante o decorrer desses dois anos, e todas vieram com um áudio muito melhor, compensando aquele esforço. Houve de fato uma recompensa.

Diário de um transcritor 06, um beijinho.

Hoje estou contente, recebi um áudio em que era uma gravação de uma pessoa que conversava agressivamente com a outra no elevador. Na verdade não era uma conversa, o outro lado estava zangado com alguma coisa. Até que convidou o outro lado para sair do elevador para ter uma conversa. Ouvi várias vezes aquele áudio pois estava difícil, era necessário também fazer a descrição do vídeo, havia uma filmagem.

Nossa que áudio complicado. Em certo momento o outro lado falou “vem, vem aqui” e fez um som ((tsc)) ((tsc)) como dois estalos de língua do carroceiro que toca o cavalo a andar para frente antes de chicotear. Não acreditei que só ouvi isso após o cliente ter reclamado de uma marcação que não concordava e estava ouvindo o áudio pela 4ª vez.

Então entendi que o outro lado fazia muito pouco caso de quem estava pedindo a transcrição.

De fato isso aconteceu. O cliente ficou tão satisfeito, pois o próprio não havia ouvido isso. Pareceu um filme de CSI Miami, aquele seriado de TV paga, em que peritos da polícia de Miami vasculham a cena do crime. O áudio era de três minutos, mas havia levado mais de 4 horas para fazer. Rendeu um elogio e novos serviços.

Que coisa gostosa receber um elogio por um trabalho bem feito. Isso é o que me faz levantar para enfrentar cada minuto de transcrição de áudio com coragem redobrada. É o que chamo de “Efeito UAU”, ou seja, o cliente se surpreende com o resultado do trabalho bem feito.

Fatores que transformam um áudio em um pesadelo para transcritores.

  1. Ambiente de gravação como café ou restaurante lotados.
  2. Gravador mais perto do entrevistador do que do entrevistado.
  3. Gravação de celular, em que se grava uma conversa por skype.
  4. Tentativa de economizar espaço com compressão de arquivo abaixo de qualidade CD.
  5. Pegar aquelas canetinhas de espião que gravam áudio (que qualidade ruim!).
  6. Deixar dentro do bolso ou dentro da bolsa, com o gravador roçando no pano.
  7. Deixar o gravador escondido no em um vaso de plantas longe da recepção, que quer se vigiar.
  8. E muitas outras situações em que as gravações são feitas de forma oculta.

About the author:

Web aprendiz. Iniciou-se em 2012 na internet em busca de conhecimento. Desde então se encantou com transcrição de áudio.
Top